quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Mal-entendido sobre prisão de motorista do SAMU gera controvérsia


Prisão do motorista do SAMU, na tarde de segunda-feira, dia 20, na verdade ocorreu por se tratar de um mal-entendido entre Madson Feitosa Nunes, o motorista e os policiais militares que o abordaram. Não que houvesse má fé por parte dos policiais, mas pelo fato das informações terminarem por ficar truncadas.

Madson, na verdade, estava de short de praia e não nu e nem se masturbando como relata a matéria de um veículo de comunicação do nosso estado.

A abordagem feita pelos policiais foi corriqueira e correta, todavia a apresentação de uma carteira de funcionário do DETRAN apresentada por Madson Feitosa era extemporânea e do tempo em que o mesmo realmente trabalhara naquele órgão. Erro imperdoável, apesar de compreensível diante do medo de quem nunca fora antes abordado por policiais. Pelo menos é que consta nos autos do TCO da Polícia Civil para onde Madson foi levado.

Quanto às acusações outras feitas contra Madson Feitosa Nunes os atestados de bons antecedentes falarão por si só no desenrolar do processo.

Na verdade, o que fica deste trágico episódio é a certeza que falar a verdade sob qualquer situação ou abordagem ainda é a melhor opção.


http://www.correiodopovo-al.com.br

A execultiva do SINSAMU/AL, acredita na pessoa do Condutor Madson, que sempre demostrou um comportamento de respeito com todos nós do SAMU Maceió, inclusive nossas amigas de trabalho que é maioria dentro da nossa instituição, e aguarda que a verdade venha comprovar a inocência do companheiro. Quem assistiu as imagem puderam comprovar que o condutor encontrava-se sem camisa e com um short que confundia com a cor da sua pele, certamente motivo pelo qual foi confundido.


Ely Santos

Presidente

0 comentários:

Postar um comentário