sexta-feira, 30 de julho de 2010

Centrais Sindicais e Sindicatos se reuniram com Lessa para construir um plano de governo para os trabalhadores


Foto Oficial da reunião de hoje 30 de julho de 2010 no Maceió Mar Hotel

As centrais sindicais hipotecaram apoio ao candidato da Frente Popular por Alagoas ao governo do Estado, Ronaldo Lessa (PDT), nesta sexta-feira, 30, em café da manhã no Maceió Mar Hotel. ”Fui dirigente sindical e acompanho a luta dos trabalhadores; com a união de todos, vamos ganhar a eleição e mudar Alagoas”, disse Lessa. CUT, CTB, CGTB e Força Sindical congregam mais de duas centenas de sindicatos. Os dirigentes afirmaram que os trabalhadores de Alagoas vão lutar pela eleição de Ronaldo Lessa e pela vitória de Dilma Roussef, candidata do presidente Lula. “Lessa vai ser o novo governador de Alagoas”, afirmou Pascoal Carneiro, secretário nacional da CTB (Central dos Trabalhadores do Brasil).

O encontro contou com as presenças do candidato a vice, Joaquim Brito (PT), e dos candidatos ao Senado Renan Calheiros (PMDB) e Eduardo Bomfim (PCdoB). “Esse é um momento histórico”, declarou Bomfim. “Os trabalhadores mais uma vez se unem em torno de um projeto popular e contra um governo que só contempla as elites. Um projeto vitorioso porque tem na base o movimento sindical”, ressaltou. Já Renan fez questão de lembrar o passado sindicalista do presidente Lula e de como o que era visto com desconfiança acabou se tornando exemplo de luta: “o homem que saiu da pobreza, da ignorância para ser presidente da República em quem as elites não confiavam acabou se tornando o presidente mais popular da história e aquele que fez o país avançar. Lula devolveu ao Brasil a capacidade de crescer, assim como fará Ronaldo Lessa com Alagoas”, disse o senador.

O SINSAMU/AL também esteve na reunião à convite do Presidente da CGTB/AL(Central Geral dos Trabalhadores do Brasil) srº Fernando.

Representando o sindicato estava; Presidente Ely Santos, o Vice Presidente Marcos Antonio e um membro do Conselho Fiscal Henrique.

Nesta reunião, a Executiva teve oportunidade de reencontrar com o Senador Renan Calheiros, que mais uma vez, demostrou entusiasmo pela categoria dos Profissionais Socorristas do SAMU/AL.

O candidato a vice-governador, Joaquim Brito, de passado sindicalista e presidente estadual do PT criticou setores da sociedade que ignoram o impulso desenvolvimentista que Lula deu ao Brasil: “as políticas publicas adotadas pelo governo federal provam que é possível crescer distribuindo renda”, esclareceu. “Para que esse projeto prossiga é necessário elegermos Dilma Roussef e Ronaldo Lessa; é necessário que Alagoas acompanhe o Brasil”. O alinhamento entre o governo federal e o governo estadual foi destacado pelo secretário do PT nacional, João Felício: “o governo de Alagoas não contempla os trabalhadores, não acompanha os avanços de Lula; por isso é fundamental elegermos Ronaldo Lessa”.
Representando a CUT (Central Única dos Trabalhadores), Lenilda Lima conclamou os trabalhadores a se engajaram na campanha para a eleição de Dilma e Lessa: “temos um presidente que veio do movimento sindical e seu candidato é Ronaldo Lessa”, afirmou. “As centrais aqui reunidas vão seguir Lula e lutar pela eleição de Lessa”. O apoio também foi reafirmado por Albergemar Cassimiro (Gima) da Força Sindical: “são muitos os sindicatos e nós vamos lutar para chegar à vitória”.

Ronaldo Lessa agradeceu a demonstração de força e carinho: “valeu a pena, valeu a pena ter estado esses anos todos ao lado dos trabalhadores, do movimento sindical; é um sinal de que trilhei o caminho certo e poucos candidatos podem se orgulhar de ter tão importante e significativo apoio”, disse emocionado após o evento. Para uma platéia atenta, Lessa destacou o descompromisso do atual governo para com os trabalhadores: “vejam como ele trata os funcionários públicos, os professores, em quatro anos o governo aplicou zero em educação, não construiu escolas, não manteve os hospitais e trata mal os policiais, que se têm armamento estão submetidos, ao mesmo tempo, a uma escala de serviço desumana o que acaba resultando no quadro de violência que vivemos. Com o apoio de todos os trabalhadores vamos mudar esse quadro, vamos fazer um governo popular e não um governo para as elites. Vamos ganhar a eleição porque essa vai ser a vontade do povo”, finalizou.

Com Informação da Assessoria

1 comentários:

Josival disse...

Parabéns companheiros vamos a luta e a vitória...

Postar um comentário